Caiado trata professores com arrogância, afirma professor da UFG

Em meio aos protestos de professores nesta sexta-feira (15) contra o governador Ronaldo Caiado, o professor de História da Universidade Federal de Goiás (UFG), Rafael Saddi, fez um post em sua conta no Facebook, indignado com o que chamou de “arrogância” de Caiado.

Na análise de Saddi, o governador está sendo inábil ao chamar os professores de militantes do PSTU.  O governador Ronaldo Caiado disse que os professores que protestavam não eram professores de verdade, mas militantes do PSTU. “Este tipo de arrogância contra quem está lutando por uma causa necessária e justa é tomado como uma ofensa pessoal a toda a categoria”, observou. “Obrigado governador, por botar mais lenha nesta fogueira. Mal começou e já tão perto de uma explosão social”, ironizou Rafael Saddi.

O governador ainda não pagou os salários de dezembro do funcionalismo e enfrenta uma série de protestos dos professores em várias cidades do interior e também na Capital.