Desmonte da saúde: Secretário forasteiro diz que Credeqs vão ser reduzidos para policlínicas

Os Credeqs (Centros de Referência e Excelência em Dependência Química), criados no terceiro mandato do ex-governador Marconi Perillo (2011-2014) e que se tornaram a esperança para as famílias que enfrentam o desafio da superação das drogas, estão com os dias contados.

No desmonte do legado de Marconi em curso a toque de caixa pelo governo Ronaldo Caiado (DEM), o destino dos Credeqs é a redução de sua estrutura para policlínicas, disse nesta sexta-feira (15/2) o secretário forasteiro da Saúde, Ismael Alexandrino, à rádio Sagres 730. Na visão fiscalista do caiadista, “o custo per capita do Credec é muito alto para um benefício baixo”, disse Alexandrino.

A ordem é desmontar os Credeqs para apagar a assinatura de Marconi das unidades. Nem mesmo o secretário sabe ainda como serão as unidades: “Será uma policlínica com um plus”, disse. O que seria isso, Alexandrino?