Para ajudar Caiado, vale tudo: Ana Carla Abrão defende jeitinho para arrumar contas públicas

Na dobradinha do mal com o governador Ronaldo Caiado (DEM) para penalizar os servidores públicos e o setor produtivo de Goiás, a ex-secretária da Fazenda Ana Carla Abrão propõe agora o famoso “jeitinho” para “arrumar” as contas públicas.

Em entrevista ao jornal Valor Econômico desta sexta-feira (15/2), Ana Carla diz que os Estados têm de fazer suas próprias Leis de Responsabilidade Fiscal (LRF) com regras mais duras para arrochar servidores e incentivos para as empresas.

No economês bonitinho de Ana Carla, “os governadores se uniram numa coalização para defender pautas de responsabilidade fiscal porque querem ter capacidade de governar”. É preciso, no entanto, retirar desse grupo os chefes de Executivo (atuais e passado) que defendem o contrario.

Era tudo o que a filha da ex-senadora Lúcia Vânia (PSB) queria fazer em Goiás quando foi secretária de Fazenda, em 2015-16. Só que o então governador Marconi Perillo não deixou.

A bula do mal de Ana Carla foi entregue agora para a ainda supersecretária e primeira-ministra forasteira de Economia, Cristiane Schmidt. A auxiliar caiadista e o governador, ao contrário, estão determinados a usar o veneno da ex-secretária.