Bloqueio de contas do governo(2): promotora diz que Caiado insiste em parcelar pagamento em 5 vezes, quando deveria ser dia 10 de janeiro

O Governo do Estado de Goiás insiste em parcelar a dívida com pagamento de pessoal em cinco vezes, em que pese a não concordância dos servidores públicos, representados pelas diversas entidades sindicais e associações. Com efeito, as provas de que o Governo do Estado de Goiás não está adimplindo a citada obrigação são patentes. Mais grave ainda, as declarações dos servidores públicos estaduais informam que o Governo do Estado de Goiás já atrasou o pagamento do mês de dezembro de 2018 e o pagamento do 13o salário dos aniversariantes do mês de dezembro em mais de 36 dias: a obrigação deveria ser adimplida até 10 de janeiro de 2019, entretanto, até esta data não fora quitada. Evidente que tal atitude relega o direito de quem efetivamente presta o serviço público local, colocando em risco a adequada e eficaz realização de tais serviços.

Veja o pedido