Tutores da Educação também estão sendo vítimas das maldades do governo Caiado

A Seduce cortou R$ 1 mil de auxílio-combustível, que eles usavam para rodar vários colégios.
Eles são profissionais da Educação, precisam desse dinheiro para se deslocar e atender as diversas escolas.
E agora vão ter que dar aulas para complementar a renda.

A maioria já abandonou o cargo, e eles são importantes para passar os problemas dos colégios para a subsecretaria.

E denunciar colégios que enrolam ou diretores desonestos.