Para acalmar policiais, caiadistas dizem que projeto equipara salários. Mas não há equiparação

Deputados estaduais da base do governador Ronaldo Caiado (DEM) na Assembleia Legislativa, como Humberto Teófilo (PSL) e Bruno Peixoto (MDB), estão insistindo que o projeto do Executivo sobre mudanças nas carreiras policiais equipara o salário da terceira classe com a primeira para tranquilizar os servidores. Mas devagar com o andor: não existe equiparação. Só no discurso.

A diferença entre os salários da terceira classe – que serão remanejados para segunda – e os policiais da primeira classe ainda será de quase R$ 1 mil. Neste quesito, o governador está descumprindo a promessa de campanha.