Deu no Estadão: Fernanda Salles, que assina texto com dados falsos sobre imprensa, trabalha para PSL

Fernanda Salles Andrade, que assina texto com informações falsas sobre uma jornalista do jornal Estado de S. Paulo no site Terça Livre, ocupa cargo no gabinete do deputado estadual Bruno Engler (PSL), na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). O site reúne ativistas conservadores e simpatizantes ao governo Jair Bolsonaro e, neste domingo, 10, atribuiu falsamente à repórter Constança Rezende a declaração “a intenção é arruinar Flávio Bolsonaro e o governo”, ao tratar da cobertura jornalística sobre as movimentações suspeitas de Fabrício Queiroz, ex-motorista do senador e filho mais velho do presidente.

A informação foi apurada pelo Estadão (confira aqui).

A nomeação de Fernanda para atuar no gabinete de Engler foi publicada no dia 2 de fevereiro. Segundo dados da ALMG, ela recebe salário de R$ 6.543,69. Após a nomeação para o cargo, Fernanda assinou dois textos no site Terça Livre que trataram de atividades ocorridas na Assembleia.