TV Anhanguera: baixa adesão marca primeiro dia da greve de médicos nos hospitais do Estado

O que começa mal, termina mal, já diz o ditado popular. Assim é como a greve dos médicos dos hospitais do Estado, imposta pelo sindicato (Simego) da categoria.

Segundo reportagem da TV Anhanguera e também do jornal O Popular desta terça-feira, o movimento teve baixíssima adesão dos profissionais.

A razão é uma só: a paralisação é uma manobra política do presidente da entidade, Leonardo Reis, que tem fortes ligações com o PMDB.

Como o Goiás24horas já registrou, a greve foi decidida por 20 pessoas, que falaram por 170 profissionais.

Por isso, o movimento mixou.

Veja a reportagem