Procon abomina reajuste da passagem e vai mover ação civil pública contra a CMTC

Na audiência realizada na Assembleia, na segunda-feira, o Procon apontou irregularidades na planilha que justificou o aumento da passagem para R$ 3. O principal ponto, que chega a ser revoltante, é que as empresas quebraram contrato e não investiram o combinado em melhoria no transporte público da Capital.

Agora, o próximo passo do Procon será mover uma ação civil pública contra a CMTC devido ao aumento irregular no preço da passagem.

Todos estão contra o aumento, menos o prefeito Paulo Garcia e o radialista Altair Tavares.