Exclusivo: prefeito de Pirenópolis faz pedaladas fiscais, diz que não sabia, mas reconhece como dele assinaturas em documentos. Pode dar cassação

É grave e pode custar a cassação de mandato.
Depois de editar decretos de suplementação orçamentária sem autorização da Câmara de Vereadores, prefeito de Pirenópolis, João do Léo,  diz que não sabia das pedaladas fiscais. Mas, reconheceu como dele as assinaturas nos decretos. Evidente que descumpriu o orçamento. Agora, passará pelo crivo da Câmara Municipal, que votará sobre a cassação do mandado de João do Léo, por violar as normas.
Na foto, o momento em que o prefeito reconhece a assinatura dele nos decretos.