Com seu carioquês, Schmidt vende tese de que o Estado é inviável e golpeia autoestima dos goianos

Cada nova visita da supersecretária de Economia, Cristiane Schmidt, à Assembleia Legislativa é um golpe duro na autoestima dos goianos. Nesta quarta-feira, ela esbanjou o seu carioquês para vender a tese de que Goiás é um estado falido e inviável – algo que contribuirá para afastar potenciais investidores (ou “invextidorex, como ela diz).