Daniel demostra força na cúpula nacional do MDB, que caminha para encerrar capítulo da expulsão dos dissidentes que senador Luiz Carmo quis reverter

Na reunião da Executiva Nacional do MDB, com a presença de todos os caciques da legenda e ocorrida na noite de segunda-feira (19), o presidente estadual do partido em Goiás, Daniel Vilela, demonstrou que tem prestígio – e muito – com a alta cúpula emedebista.

Daniel recebeu elogios pelo desempenho do partido em Goiás em meio às análises dos dirigentes emedebistas acerca da conjuntura nacional e o futuro da sigla, assuntos que motivaram a convocação da reunião.

No meio dos trabalhos, de maneira absolutamente equivocada, o senador Luiz do Carmo irrompeu com a apresentação do pedido de revisão da expulsão dos dissidentes caiadistas em Goiás. A atitude não foi bem recebida.

Ou seja, Carmo foi inoportuno ao levantar  um item paroquial  numa reunião focada em questões nacionais.

Nem precisa dizer que a ação do senador não prosperou, até porque não tem amparo legal e não consta do histórico do MDB nacional  intervenções nos diretórios estaduais.

Em síntese, Daniel está prestigiado, a expulsão dos dissidentes caiadistas são favas contadas e a movimentação do senador Luiz do Carmo para reverter o expurgo nem sequer entrou em pauta e não vai dar em nada.