Em Catalão, sindicato e Rodrigão fazem o papel de Caiado e seguram 200 empregos na Mitsubishi

A Mitsubishi de Catalão iria começar a demitir hoje os trabalhadores, num total de 200 demissões. Mas, com muita conversa e negociação, o sindicato da categoria, liderado pelo vereador Rodrigão, conseguiu evitar as demissões. O acordo coletivo ficou assim: nos dias de folga, o salário vai ser descontado. “É ruim reduzir salário, mas é melhor reduzir do que acabar com os empregos. Só em Catalão temos 10 mil desempregados”, disse Rodrigão ao 24Horas.

O vereador disse ao blog que esse acordo com a empresa japonesa vale por 90 dias e pode ser prorrogado por outros três meses. Rodrigão aproveita para cobrar o governador Caiado. “Pedimos que o governador faça a parte dele na questão dos incentivos fiscais”, disse. As empresas estão demitindo e vazando fora de Goiás porque Caiado está cortando os incentivos.