Kajuru diz que anulação de jogo da Aparecidense contra a Ponte Preta é criminosa e manda recado duro para o presidente do STJD

Com as credenciais de jornalista esportivo por mais de 40 aos, o senador Jorge Kajuru PSB) postou nos seus 30 perfis nas redes sociais vídeo de apoio à Aparecidense, que teve jogo pela Copa do Brasil em que venceu a Ponte Preta anulado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

Kajuru se dirigiu de forma dura ao presidente do STJD, Paulo Falcão, e afirmou a anulação do jogo é inédita no futebol mundial  brasileiro.

O senador assinalou que o fato é criminoso e sublinhou que, se decisão for mantida, Paulo Falcão será o Gilmar Mendes do futebol brasileiro.

ENTENDA O CASO

Aparecidense e Ponte Preta se enfrentaram na última terça-feira (12), pela primeira fase da Copa do Brasil, no estádio Aníbal Batista de Toledo. O time de Aparecida estava vencendo por 1 a 0, com gol de Uederson, que dava a classificação ao clube. Aos 44 minutos da segunda etapa, Hugo Cabral marcou para o Ponte Preta, mas o jogador estava em posição de impedimento.

O árbitro, Léo Simão, validou o gol para a Macaca. Os jogadores da Aparecidense protestaram sobre a decisão da arbitragem e foi instaurado uma confusão em campo. O diretor de futebol da Aparecidense, João Rodrigues Cocá, entrou no gramado. Após alguns minutos de confusão, a arbitragem anulou o gol.

Confira o vídeo do senador Jorge Kajuru: