Ao perseguir professor afastado por criticar carta do MEC com slogan de Bolsonaro, Seduc caiadista atenta contra liberdade de expressão, essencial na Educação

Hoje, às 8 horas,  o orofessor Wellington Divino vai ter que comparecer a Crece de São Luís dos Montes Belos para se defender da “acusação” de criticar carta do MEC com slogan de Bolsonaro. Depois terá que vir à Seduce fazer o mesmo.  Trata-se de arbitrariedade que está acontecendo com docente.  Não se pode aceitar a repressão. Liberdade de expressão é fundamental para a Educação.