Assessoria de Caiado manipula números do Caged para tentar ocultar tragédia da queda na geração de emprego em Goiás; efeitos da incompetência administrativa

A assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Administração (SEAD), cujo portal na internet ainda atende pela nomenclatura antiga (Secretaria de Estado de Gestão e Planejamento) fez um recorte desonesto nos números do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) para tentar ocultar a brusca queda na geração de postos de trabalho em Goiás nos dois primeiros meses do mandato de Ronaldo Caiado.

“Goiás é o estado do Centro-Oeste que mais gerou empregos em fevereiro”, diz a manchete do portal na tarde desta terça-feira (26), reproduzindo os números do Ministério do Trabalho para desviar da verdadeira notícia – a de que o Estado, líder na geração de vagas formais nos últimos quatro anos, está agora na acanhada sétima posição no ranking do Caged.

Está aí o resultado da investida do governo Caiado contra os incentivos fiscais e o funcionalismo público.