Lissauer defende repasse integral do duodécimo para concluir obras da nova sede no prazo previsto

Durante a vistoria das obras da nova sede do Poder Legislativo, o presidente da Assembleia Lissauer Vieira (PSB), defendeu na manhã desta quarta-feira, 27, o repasse integral das parcelas do duodécimo para que o prédio seja entregue dentro do cronograma previsto. A defesa das novas instalações como um espaço capaz de dar qualidade ao atendimento da população e amplificar o debate público se refletiu no lançamento da nova identidade visual da Casa, ocorrida na mesma solenidade.

Realizado no canteiro de obras da nova sede, localizada na Avenida Olinda, Park Lozandes, o evento reuniu deputados, diretores e servidores da Assembleia Legislativa.

Em seu pronunciamento, Lissauer Vieira ressaltou a necessidade de oferecer um espaço adequado para o desenvolvimento das atividades parlamentares e que, ao mesmo tempo, permita um atendimento de qualidade para a população que procura o Poder Legislativo. De acordo com ele, a ideia é aproximar a sociedade do Parlamento.

“Hoje é uma data marcante para a Assembleia Legislativa, que retoma as obras da sua nova sede. Temos o orgulho e a responsabilidade de conduzir os trabalhos de construção do novo prédio, melhorando as condições de trabalho dos deputados e oferecendo à população um atendimento de maior qualidade. Queremos abrir as portas do Poder Legislativo para toda a sociedade”, afirmou o presidente, que obteve do prefeito Iris Rezende a promessa de asfaltar uma rua lateral ao lado da nova sede.

Lissauer disse que a obra somente terá condições de ser concluída se o duodécimo for integralmente repassado para a Assembleia Legislativa. Para o presidente, os recursos destinados ao Parlamento, previstos na Lei Orçamentária Anual, poderão assegurar o cumprimento do cronograma da construção da nova sede.

“Não podemos esquecer o trabalho realizado pelos ex-presidentes, como José Vitti e Helio de Sousa, que fizeram a parte mais difícil que foi desburocratizar a construção da nova sede. O projeto foi readequado para as necessidades do Parlamento. Peço ao vice-governador, Lincoln Tejota, apoio para que o duodécimo seja integralmente repassado para que as obras sejam concluídas dentro do cronograma”, afirmou o presidente.

Participaram da solenidade o vice-governador Lincoln Tejota; o secretário de Estado da Casa Civil, Anderson Máximo de Holanda; o prefeito de Goiânia, Iris Rezende Machado; o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg), Sandro Mabel; e o presidente da Construtora JL, João Luiz Félix, entre outros.

Além do presidente Lissauer Vieira, estiveram presentes os membros da Mesa Diretora Dr. Antônio (DEM), Rafael Gouveia (DC) e Iso Moreira (DEM). Também participaram do evento os deputados Álvaro Guimarães (DEM), Amauri Ribeiro (PRB), Bruno Peixoto (MDB), Cairo Salim (PROS), Chico KGL (DEM), Coronel Adailton (PP), Delegado Humberto Teófilo (PSL), Helio de Sousa (PSDB), Jeferson Rodrigues (PRB), Lucas Calil (PSD), Paulo Cézar Martins (MDB), Paulo Trabalho (PSL), Rubens Marques (PROS), Thiago Albernaz (SD), Vinicius Cirqueira (PROS), Virmondes Cruvinel (PPS), Wagner Neto (Patriotas) e Wilde Cambão (PSD).

30 MESES

O presidente da Construtora JL, João Luiz Félix, disse que seria possível concluir as obras da nova sede dentro de 30 meses, se for realizada uma adequação do cronograma financeiro. A previsão contratada no edital de concorrência previa o limite de 40 meses para a entrega do prédio.

“Para nós, a construção da sede da Assembleia Legislativa é um desafio. Acreditamos que a obra estará pronta no prazo previsto de 40 meses, mas se for realizada uma readequação do cronograma financeiro, esse tempo pode ser reduzido para 30 meses”, afirmou o engenheiro civil.

A construtora Jota Ele Construções Civis havia apresentado a melhor oferta para a conclusão das obras, no valor de R$ 114.287.101,74, e foi declarada, preliminarmente, a vencedora do certame após a análise dos critérios estabelecidos no Edital de Concorrência nº 01/18. Com a licitação, a Assembleia Legislativa obteve uma economia da ordem de R$ 22.803.014,22 em relação ao limite previsto para a conclusão das obras, que era de R$ 137.090.115,96.

IDENTIDADE VISUAL

A nova identidade visual da Assembleia Legislativa foi apresentada no início da solenidade de vistoria da retomada das obras da nova sede. O diretor de Comunicação Social, Danin Junior, apresentou em um telão a nova representação dos símbolos do Parlamento de modo a inseri-lo num contexto em que as pessoas se relacionam diretamente com o Poder Legislativo.