Servidores do Socioeducativo dizem que são obrigados a parar por falta de previsão do pagamento de dezembro por Caiado

Os servidores do sistema socioeducativo dizem que estão sendo obrigados a parar com o trabalho por falta de qualquer previsão do pagamento do salário de dezembro, sendo mais uma vez negligenciados. Em protesto, nessas 48 horas, os serviços serão suspensos, tais como: atendimentos individuais e grupais, ausência de atualização dos dados do monitoramento diário, escolta em atividades externas e visita familiar.