Tocantins: com visão de futuro, governador pretende aliar Ferrovia Norte-Sul com industrialização do Estado

O governador do Tocantins, Mauro Carlesse, participou na tarde desta quinta-feira, 28, no prédio da Bolsa de Valores, em São Paulo, do leilão do trecho entre Porto Nacional (TO) e Estrela D’Oeste (SP) da Ferrovia Norte-Sul. O trecho foi arrematado pela empresa Rumo, com o lance de R$ 2,719 bilhões. O trecho tem extensão de 1,5 mil km e a concessão é pelo prazo de 30 anos, sem possibilidade de prorrogação.

O governador Mauro Carlesse afirmou que espera ver a economia do Tocantins crescer com o pleno funcionamento da Ferrovia, em todos os seus trechos. “Esse é um empreendimento esperado há muito tempo e precisa funcionar de fato, para gerar riquezas para o Tocantins e para o Brasil. Agora, é preciso aliar a Ferrovia à industrialização do nosso Estado. Ocupar os pátios da Ferrovia com empresas que vão processar a produção do agronegócio e gerar empregos. Temos que pensar em exportar produtos processados pelas indústrias, pois é isso que agrega valor e faz nossa economia crescer”, afirmou o governador.

A Ferrovia Norte-Sul, originalmente projetada para ser a espinha dorsal do transporte ferroviário no Brasil, tem o objetivo de reduzir custos do transporte de cargas. De acordo com projeções da Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT), a Ferrovia deverá receber uma demanda de 22,73 milhões de toneladas ao final desta concessão.

O governador Mauro Carlesse participou da sessão pública e do ato da batida do martelo, após a divulgação do resultado do leilão, a convite do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, juntamente com o governador do Estado de Goiás, Ronaldo Caiado, e parlamentares federais.