Anápolis: Coleta Legal’ e ‘De Olho no Meio Ambiente’ são lançados pelo prefeito Roberto Naves

O prefeito Roberto Naves lançou, no fim da manhã desta quinta-feira, 28, dois programas voltados para a proteção ambiental: ‘Coleta Legal’ e ‘De Olho no Meio Ambiente’. Estes programas vão funcionar com a colaboração de toda comunidade anapolina. Participaram do lançamento o secretário municipal de Meio Ambiente, Habitação e Planejamento Urbano Jakson Charles, alguns vereadores e também o presidente da casa do Legislativo, Leandro Ribeiro. A ação foi numa área pública nas margens da BR-060 na saída para Brasília.

Coleta Legal
A equipe da Secretaria de Meio Ambiente mapeou o município e o resultado foi surpreendente. Ao todo, 12 áreas críticas estavam servindo como lixão a céu aberto, moradores estavam realizando descarte ilegal de entulhos, como resto de construção, móveis velhos e até eletrodomésticos. Além de ser crime ambiental, a atitude polui a natureza, favorecendo o aparecimento de doenças e animais peçonhentos.

O prefeito Roberto Naves lembrou a importância de cuidar do meio ambiente. “Ao invés dos móveis velhos serem descartados em lotes baldios, transformando essas áreas em lixões improvisados, a própria Prefeitura irá à residência do morador buscar os resíduos. Vamos prestar esse serviço e, com isso, estaremos cuidando ainda mais do meio ambiente”, disse Roberto Naves.

Muita gente chega com a carretinha do veículo cheia de lixo e, sem se preocupar com o crime ambiental, depositam em locais inapropriados, causando danos ao meio ambiente. “Queremos conscientizar a população a fazer o descarte correto, ou seja, não é certo jogar, por exemplo, a cama velha num lote. Agora, o morador vai ligar na Prefeitura e agendar a visita da equipe do Coleta Legal que vai pegar esse material e fazer a destinação correta, que é o Aterro Sanitário”, finaliza Roberto.

De Olho no Meio Ambiente
Já este programa irá funcionar paralelamente ao Coleta Legal, uma vez que a Prefeitura, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, irá realizar a limpeza das áreas que atualmente funcionam como lixões a céu aberto, além de fixar placa avisando da proibição de depositar entulhos local. O terreno passa a ser monitorado tanto via satélite, como em parceria com a população. “Se alguém flagrar alguma pessoa ou veículo descartando materiais em locais proibidos, o morador poderá denunciar através do telefone 156 ou 3902-1687. É só anotar a placa do veículo que iremos descobrir quem praticou o crime”, disse Jakson Charles, secretário de Meio Ambiente, Habitação e Planejamento Urbano.
Multa
Os fiscais do ‘De Olho no Meio Ambiente’ irão visitar as áreas críticas e também locais onde a população informar sobre indícios de crimes ambientais. Caso seja identificado o infrator, os fiscais poderão aplicar multas, que variam de R$ 5 a R$ 100 mil. “A população precisa nos ajudar, denunciando quem pratica descarte de lixo irregularmente. É só ligar que iremos apurar todas as denúncias”, finaliza Jakson.

Serviço
Coleta Legal
Agendamento de recolhimento: 156 ou 3902-1687

De Olho no Meio Ambiente
Denúncias e pedidos de fiscalização: 156 ou 3902-1687