Rio Verde: Paulo do Vale corre atrás de vereadores da base de Lissauer e Heuler, mas ninguém quer conversa com ele

O prefeito de Rio Verde, Paulo do Vale, sempre tratou os vereadores com desprezo, especialmente aqueles que não rezam na sua cartilha política.

Mas agora, depois que foi expulso do MDB por traição, ele mudou da água para o vinho e partiu para o assédio.

Paulo do Vale está correndo atrás dos vereadores ligados a Lissauer Vieira (PSB) e Heuler Cruvinel (PP), mas, vacinados, nenhum deles quer aproximação com o prefeito.

E a razão é simples: Paulo do Vale se desgastou-se muito com a gestão pífia que faz em Rio Verde, onde não tem uma obra sequer para mostrar.

É tratado como bananeira que já deu cacho.