Inversão de prioridades: enquanto Goiás corta, São Paulo concede incentivos fiscais. E agora, Caiado, Schmidt e Ana Carla?

A supersecretária e primeira-ministra forasteira da Economia, Cristiane Schmidt, e a ex-titular da Fazenda Ana Carla Abrão Costa sustentam sua sinistra cruzada contra os incentivos lembrando que São Paulo se tornou a maior potência econômica nacional sem benefícios tributários.

Com a promessa de que veria o caixa do governo engordar, Ronaldo Caiado (DEM) caiu na conversa fiada das companheiras de lenço ao pescoço e mandou o facão no Produzir-Fomentar. Mas eis que agora a toda-poderosa economia paulista se abre para os incentivos fiscais da gestão João Doria.

Se São Paulo era o maior ímã sul-americano dos investimentos nacionais e estrangeiros, imagine com compensações fiscais. E agora, Caiado?