Lá vem o golpe: à CBN, Schmidt diz que entrada de Goiás no PEF vai exigir corte de despesas. Mais?!

Os servidores estaduais que se preparem: em entrevista à CBN Goiânia, a supersecretária e primeira-ministra forasteira da Economia de Ronaldo Caiado, Cristiane Schmidt, disse que a entrada de Goiás no Programa de Equilíbrio Fiscal (PEF) do governo federal custará novo corte de depesas.

“Para entrar no PEF, a gente vai ter que fazer ajuste de poupança, fazer superávit primário”, disse Schmidt, construindo uma frase bonita, bem ao estilo dos economistas neoliberais. No português que o povo entende, “ajuste de poupança” é corte de gasto e “superávit primário” é fazer sobrar dinheiro na marra.