Anna Vitória ataca decisão do Judiciário de Goiás: “MP é medida constitucional que deve ser cumprida”

A advogada Anna Vitória Caiado, filha do governador Ronaldo Caiado (DEM), resolveu agora ensinar o Poder Judiciário de Goiás a trabalhar.

Em postagem nas redes sociais, ela atacou decisão da Justiça Estadual que autoriza sindicatos a exigir do governo estadual a cobrança da contribuição do custeio das entidades direto da folha salarial.

A Medida Provisória 873 autorizou, em fevereiro, os poderes executivos da União, Estados e Municípios excluírem as contribuições sindicais do processamento da folha.

“Da mesma forma que decisão judicial é para ser cumprida, Medida Provisória, instituto previsto na constituição federal, também. Quando a independência entre os poderes não é respeitada, perdem todos”, disse Anna Vitória.

A pergunta que fica é: quem está desrespeitando quem?