Sem agenda real, Vanderlan apela para o puxa-saquismo da gestão Bolsonaro (PSL)

Na lanterna do baixíssimo clero do Congresso Nacional, o senador Vanderlan Cardoso (PP) segue sua agenda sem sentido de trabalho, que de concreta mesmo só tem postagens exdrúxula nas redes sociais.

Nesta quarta-feira, Vanderlan apelou mais uma vez para o puxa-saquismo das ações do governo Jair Bolsonaro (PSL), exagerando no tom da defesa da presença do ministro-astronauta Marcos Pontes (Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações) em comissão do Senado.

Vanderlan disse que, ao lado do ministro-astronauta, está trabalhando para revolucionar a tecnologia e a inovação no País.