Caiado completa 115 dias de governo; 115 dias de perseguição ferrenha ao funcionalismo público

Com um verdadeiro massacre ao servidor público durante o período, Caiado completa hoje 115 dias no comando do governo. Sem agenda alguma definida e ações marcantes neste início de gestão, o caiadismo tem como marca forte nesses três meses e pouco no Palácio das Esmeraldas a perseguição ao funcionalismo, fazendo jus à fama de carrasco da categoria. Foram dias de muito sofrimento, assédio moral, atraso no pagamento, descaso e desrespeito. Em vez de serem tratados como parceiros do governador, os servidores foram transformados em bode expiatório da crise fiscal e inimigos número 1 da nova administração. Caiado chegou até a pedir autorização do STF para reduzir salários. O funcionário público nunca foi tão maltratado como neste governo. Nem nos tempos de Iris, considerado até aqui o pior governador para a categoria. O título agora é de Caiado.