Educação superior em Goiás ameaçada: Bolsonaro corta verba da UFG e Caiado desmonta a UEG

Os dois foram eleitos com discurso de mudança para liderar tempos de bonança, mas a realidade está sendo outra. Presidente Bolsonaro e governador Caiado estão colocando em práticas medidas polêmicas. No caso da educação superior, um verdadeiro desastre. Bolsonaro vai cortar verbas de universidades federais. A UFG foi atingida e teve R$ 37 milhões bloqueados. O reitor Edward Madureira já disse que sem esse recurso a UFG não tem condições de funcionar e deve parar os trabalho em outubro.

Com inveja de Bolsonaro, Caiado também resolveu aprontar. Está promovendo um verdadeiro desmonte na UEG. Exige que 80% dos servidores temporários sejam demitidos, quer fechamento de alguns campus e também pretende extinguir cursos. A comunidade educacional começa a reagir diante de tanta maldade.

Páis e Estado que não investem em educação não têm futuro.