À TV Anhanguera, Cristiane Schmidt admite: fracassou na condução da política fiscal do Estado

Se não viu, o governador Ronaldo Caiado (DEM) precisa assistir a entrevista de sua secretária forasteira da Economia, Cristiane Schmidt, ao Jornal Anhanguera 2.ª Edição desta quarta-feira (15). Nela, a carioca admite que fracassou na condução da política fiscal do Estado.

Schmidt disse que a demissão de comissionados, o congelamento de salários, a proibição de novos concursos e contratações, o corte de incentivos fiscais, o combate à sonegação – enfim, nada – surtiu efeito no equilíbrio das contas públicas.

É de se concluir que há algo de muito errado com a gestão econômica e fiscal caiadista, a menos que a matemática tenha deixado de ser uma ciência exata. Afinal, se reduziu a despesa e aumentou a arrecadação, o resultado óbvio das medidas seria o superávit.

Mais uma vez, o que se vê é um secretária completamente perdida diante da complexidade que é uma máquina estatal como a de Goiás, a nona economia do País. Ainda.