Desmoralização: lideranças de Goianésia, capitaneadas pelo prefeito Renato de Castro, tentam salvar UEG; Caiado diz NÃO e joga culpa para reitor

O governador Ronaldo Caiado (DEM) recebeu uma comitiva de lideranças políticas de Goianésia, capitaneadas pelo prefeito Renato de Castro (MDB) e o presidente da Câmara, Múcio Santana (MDB). Eles vieram tentar salvar a unidade da UEG na cidade, mas receberam um sonoro NÃO do governador.O demista disse não ser o responsável pelo fechamento do câmpus da universidade e culpou o reitor da instituição. Desmoralizados, os caiadistas de Goianésia voltaram para a cidade com cara de tacho e vão penar para explicar a falta de prestígio do grupo com o Palácio das Esmeraldas, sem contar o desgaste com a comunidade.