Desmonte da UEG (2): Caiado sufoca orçamento como estratégia para fechar cursos e câmpus, lavando as mãos

O governador Ronaldo Caiado (DEM) estabeleceu uma estratégia sinistra para forçar a Universidade Estadual de Goiás (UEG) a fechar câmpus e cursos: sufocar o orçamento da reitoria e das unidades, obrigando a própria direção e fazer a redução da estrutura.

A direção da UEG informou à comunidade acadêmica e à gestão caiadista no fim de semana que o orçamento assegurado pelo Executivo após os cortes é suficiente para manter o funcionamento só até agosto.

A resposta do governo: “Como instituição autônoma, a UEG já deveria ter feito o revisão de seu orçamento”.