Sagres730: Lissauer não abre mão do repasse integral do duodécimo que a Assembleia tem direito

Pouco mais de dez dias depois de ter assinado um documento se comprometendo a reduzir gastos por conta da situação de calamidade fiscal do Estado, o presidente da Assembleia Legislativa, Lissauer Vieira, pressiona a secretária de Economia, Cristiane Schmidt, para que o repasse integral do duodécimo seja feito ao Legislativo.

O Estado paga as contas da Assembleia, mas não repassa o percentual definido na Constituição Estadual, o chamado duodécimo.

Agora o presidente quer receber sua receita integralmente, que é bem mais do que o governo libera mensalmente à Casa. Apesar da pressão, o presidente diz que não quer “apertar” o governo e que o dinheiro será destinado na obra da nova sede.

A obra no Parque Louzandes começou em 2005 e foi retomada em fevereiro. A conclusão do prédio, ao custo de R$ 140 milhões, depende da disponibilidade de recursos do Estado.

Na reunião do governador Ronaldo Caiado com os presidentes dos demais poderes, em 7 de maio, Lissauer se comprometeu a reduzir custos e a cancelar realização de concursos e nomeação de concursados até o próximo ano.