De heroína a tchutchuca: Fabiana Pulcineli é uma onça sem garras e sem presas na cobertura do governo Caiado

Quem acompanha há algum tempo as redes sociais, as análises e textos da jornalista Fabiana Pulcineli na CBN Goiânia e no jornal O Popular (site e impresso), certamente notou a guinada na pegada da repórter desde que o governador Ronaldo Caiado (DEM) assumiu o governo, há pouco mais de seis meses.

Da onça de garras e presas afiadas e sempre prontas para denunciar os excessos e tropeços do governo do Estado, Fabiana se converteu numa tchutchuca jornalística: atualiza pouquíssimo suas redes sociais, publica poucos e pequenos textos no Popular e faz comentários mornos na CBN.

Os tempos mudaram mesmo.

Com o Grupo Jaime Câmara em crise financeira – TV Anhanguera sob intervenção branca e demissões na empresa –, os magnatas goianos da mídia parecem ter obrigado Fabiana a enfiar garras e presas no saco. Ou ela mesmo se rendeu ao caiadismo.

Não resta nem sombra da combativa Fabiana, sempre a postos para dar seus botes jornalísticos.