Estudante Mateus Ferreira: “O policial que quase me assassinou acaba de ser promovido a major pelo governador Ronaldo Caiado”

O protesto foi feito por Mateus Ferreira, ao tomar conhecimento que o governador Ronaldo Caiado havia promovido a major Augusto Sampaio de Oliveira Neto, que em 2017, como capitão, acertou um golpe de cassetete na testa do estudante durante protestos em Goiânia contra as reformas trabalhista e da Previdência propostas pelo então presidente Michel Temer (MDB).
“O policial que quase me assassinou acaba de ser promovido a major pelo governador Ronaldo Caiado”, postou ele.