Para dar mais segurança a usuários, patinetes elétricos precisam de regulamentação, afirma advogado

Veja reportagem. assinada por Wanessas Rodrigues, do site Rota Jurídica:

Os patinetes elétricos compartilhados, pela prefeitura de Goiânia no último dia 22 de março, são uma nova opção que pode trazer benefícios para o trânsito da cidade. Porém, segundo o advogado Murilo Martins Pontes, do escritório Fonseca Mauro Monteiro e Advogados Associados, é imprescindível a regulamentação dessa nova micromobilidade. Isso para que se estabeleçam regras necessárias para evitar acidentes, como o ocorrido em Paris, na França. Um homem de 25 anos que circulava de patinete elétrico morreu após bater em um caminhão.

“A regulamentação é imprescindível e deveria ser feita por meio de lei, desde que seja respeitada a competência da União para legislar sobre o tema”, diz Pontes. Conforme ressalta o advogado, é preciso pensar de forma ampla sobre a micromobilidade, não só os patinetes, mas também sobre outras modalidades que vem surgindo, para que a sociedade possa se adequar à nova dinâmica do mundo.

Veja a íntegra: https://www.rotajuridica.com.br/para-dar-mais-seguranca-a-usuarios-patinetes-eletricos-precisam-de-regulamentacao-afirma-advogado/