AD

Decisão de Gilmar Mendes pode afundar de vez governo de Caiado

A liminar concedida pelo ministro do STF, Gilmar Mendes, que permite o calote da dívida do governo de Goiás com os bancos oficiais por seis meses, pode afundar de vez a gestão de Caiado.

“É que calote é sempre calote, mesmo autorizado pelo STF”, diz um economista ouvido pelo G24H.

Segundo ele, ao deixar de honrar as obrigações de governo, Caiado atrairá o mau humor da Secretaria do Tesouro Nacional e do Ministério da Economia, fechando em definitivo as portas para empréstimos futuros.

“O Tesouro Nacional vai endurecer o jogo com Goiás, mesmo porque se não fizer isso com firmeza o exemplo do calote pode contaminar os outros estados e colocar em risco o esforço do equilíbrio fiscal no país. Goiás vai entrar para o índex dos maus pagadores e isso não será bom para o Estado”.