Em entrevista à CBN, Jânio Darrot afirma que a Metrobus não pode acabar com a extensão do Eixo para Trindade, Goianira e Senador Canedo

O prefeito de Trindade e presidente do PSDB Goiás, Jânio Darrot, se pronunciou novamente, nesta segunda-feira (24/6), sobre o anúncio da Metrobus de retirar o benefício da extensão do Eixo Anhanguera dos municípios de Trindade, Goianira e Senador Canedo. Em entrevista à Rádio CBN, Darrot rebateu o argumento do presidente da estatal, Paulo César Reis, segundo o qual há um déficit financeiro na empresa que necessita ser sanado a partir do fim da extensão do Eixo.

“Se há incompatibilidade entre despesas e receitas, tem de buscar outras opções. Em todo lugar do mundo, o transporte coletivo é subsidiado”, observou Jânio Darrot, que preside a Câmara Deliberativa dos Transportes Coletivos (CDTC). “A primeira coisa que tem de ver é essas contas. Se realmente há déficit. Que déficit é esse?”, questionou.

Jânio Darrot falou à CBN sobre o retrocesso que o ato de retirar a extensão do Eixo provocaria, caso fosse concretizado. Ele lembrou que o projeto inicial da antiga Transurb, em 1976, era operacionalizar uma linha de 13,5 quilômetros entre os terminais do Padre Pelágio e Novo Mundo. “De lá para cá, depois de 40 anos, a realidade é outra. A cidade cresceu com a urbanização para Trindade, Goianira e Senador Canedo”, frisou ao lembrar que milhares de pessoas se mudaram para as três cidades, mesmo trabalhando na Capital, amparadas na qualidade do transporte público do Eixo.

O prefeito de Trindade afirmou também que vai continuar a negociar com todos os envolvidos no assunto, com objetivo de buscar uma solução definitiva para o problema, “porque o interesse maior é do usuário”. “Vamos trabalhar todos juntos, governo de Goiás, Metrobus, as empresas do consórcio, prefeitos e trabalhadores para resolver essa questão”, concluiu.