Maior reduto do movimento estudantil na ditadura, Colégio Pedro Gomes vira escola militar

A Assembleia Legislativa aprovou projeto do deputado Helio de Sousa (PSDB) que transforma o tradicional Colégio Estadual Professor Pedro Gomes, em Campinas, em colégio militar.

Por ironia do destino, o Colégio Pedro Gomes, o velho Pedrão agora em vias de militarização, foi o maior reduto do movimento estudantil em Goiás na época da ditadura de 64.

Estudantes torturados e mortos pelo regime militar devem estar se revirando no túmulo – se bem que alguns deles, como Marco Antônio Batista, Paulo Celestino, Ismael de Jesus, Paulo Celestino, entre outros, nem túmulo tiveram.

Para entrar vigor, o projeto depende ainda da sanção do governador Ronaldo Caiado, que já manifestou contra a ampliação da rede de escolas militares em Goiás.