Comando da PM se cala diante das denúncias de fraudes no concurso interno da corporação

O comando da PM de Goiás não deu qualquer resposta ou explicação às denúncias de vazamento antecipado da prova aplicada no dia 23 de junho aos policiais militares que almejam ser promovidos.

A prova teria vazado e circulado em grupos de WhatsApp de policiais militares antes de realizadas.

Sob suspeição, o chamado Teste de Aptidão Profissional (TAP) foi aplicado e corrigido pela própria PM.

O Ministério Público foi acionado para apurar os fatos.