“Não queremos prejuízos para a Educação Básica”, diz Bia de Lima, sobre vinculação de recursos para a UEG

A presidente do Sintego, Bia de Lima, diz que o sindicato deseja o melhor para a UEG, mas não pode concordar que o dinheiro da educação básica seja usado no custeio do ensino superior. “Os recursos destinados a pasta já não são suficientes para garantir a qualidade social almejada para a educação básica e caso se retire o montante para a UEG, a situação irá dificultar para todos. O estado usa disso como estratégia para diminuir ainda mais os recursos para a educação básica. As vinculações já não têm sido cumpridas corretamente nos últimos tempos e ainda querem tirar mais? Nós não queremos contabilizar mais prejuízos”, afirmou Bia.