Servidores denunciam processo seletivo fake para a escolha de integrantes do Conselho Administrativo Tributário

Servidores da Secretaria da Economia denunciam que a secretária Cristiane Schmidt realizou processo seletivo fake para indicar os integrantes do Conselho Administrativo Tributário (CAT).  Com absoluto aval do governador Ronaldo Caiado, foram nomeados quatro conselheiros fora da ordem de classificação da seleção procedida pela pasta.

Confira o texto enviado pelos servidores ao G24H:

“Os quatro conselheiros Fiscais foram selecionados entre os 29 candidatos aprovados no certame, entre 30 que participaram de uma entrevista. O número excessivo de aprovados decorre da redução da média de aprovação para que fossem favorecidos os apaniguados da secretaria e do governador, que com certeza não conseguiriam figurar entre os primeiros colocados.

Para se ter uma ideia, dos 29 “aprovados” foram nomeados o 6º colocado, o 18º, o 21º e o 22º, sendo que dentre os primeiros quatro colocados havia candidatos que são professores da matéria tributária e o primeiro é mestre e doutor em Direito Tributário.

Mas, para a secretária Cristiane Schmidt e para o governador Ronaldo Caiado, o que interessa é arrecadar a qualquer custo, mesmo que para isto seja necessário ferrar os contribuintes no CAT, desrespeitando direitos e implantando verdadeiro terrorismo fiscal.

As nomeações, desrespeitando a ordem de classificação do processo seletivo interno da Secretaria de Economia, revelam a natureza perversa do atual governo, que fala sozinho, anda sozinho e não interage com os setores produtivos da sociedade goiana, preferindo se isolar em decisões inexplicáveis que, ao final, conduzirão o Estado à bancarrota.”

ata-do-resultado-final