Fiel escudeiro de Iris, Andrey Azeredo articulou adiamento da votação do Código Tributário

O que não falta é raposa em pele de cordeiro na tal base aliada do prefeito Iris Rezende (MDB) na Câmara de Goiânia.

O pedido de vista que levou ao adiamento da votação do Código Tributário para o segundo semestre foi articulado pelo vereador Andrey Azeredo (MDB), com o apoio de Oséias Varão (PSB), líder do prefeito.

A atuação deles resultou no pedido de vista de Carlim Café. O vereador Clécio Alves (MDB), que quando o assunto é defender Iris não desliga o botão de “tô nem aí”, bem que tentou, mas não conseguiu evitar o adiamento.

Agora, para voltar o projeto à pauta, Oséias terá de usar o chamado recurso de inversão e inclusão em pauta, que requer a apresentação de um pedido formal com as assinaturas de 12 vereadores.

Com a eleição municipal na esquina, as 12 assinaturas serão uma bela listinha de quem vai ter coragem de pedir para que o Código Tribuatário, que aumenta impostos, seja aprovado.

No final, quem se deu bem mesmo foi Andreyzinho.