Bolsonaro libera R$ 1,7 bilhão em emendas parlamentares por reforma da Previdência

Apesar de jurar que não usa o toma lá, dá cá, o governo Bolsonaro liberou, nesta quinta-feira (12), mais R$ 152,2 milhões em emendas parlamentares destinadas a ações de saúde nos municípios. São verbas indicadas por deputados e senadores para ser aplicadas em obras e projetos nas cidades.

Nos dois dias anteriores, o governo já havia liberado R$ 1,5 bilhão através das  emendas . Agora, a verba disponibilizada em três dias para a saúde nos municípios chega a R$ 1,7 bilhão.

De acordo com levantamento da ONG Contas Abertas, só nos primeiros cinco dias de julho, foram empenhados R$ 2,551 bilhões. A cifra é maior do que a observada em todo o ano até junho: R$ 1,77 bilhão. O valor também é o mais alto empenhado para meses de julho ao menos desde 2016. O empenho vale como uma garantia de que os recursos serão efetivamente liberados.