Para Lauro Veiga, aproximação Caiado-Bolsonaro é tiro pela culatra: “Resultados práticos desses esforços têm sido, até aqui, inexpressivos ou mesmo nulos”

Assim como Cileide Alves, o jornalista Lauro da Veiga Filho também faz troça do decantado prestígio de Caiado com Bolsonaro. Não resultou em nada, resume ele. Veja o que escreveu:
  Tiro pela culatra
Isto posto, resta a estranheza diante da aproximação mais estreita buscada pelo governador goiano com o Palácio do Planalto. Os resultados práticos desses esforços, como bem já anotou a comentarista política Cileide Alves, têm sido, até aqui, inexpressivos ou mesmo nulos. O desempenho das transferências ajuda a explicar porque a arrecadação total experimentou variação de apenas 0,68% no primeiro semestre deste ano frente a igual intervalo de 2018, saindo de R$ 11,433 bilhões para R$ 11,511 bilhões (apenas R$ 77,973 milhões a mais). Como a inflação em 12 meses alcançou 3,37% até junho, o resultado acumulado no semestre pelas receitas indica uma redução de praticamente 2,6% em termos reais.