Cada vez mais distante de Caiado, Major Araújo diz que “não se deve confiar no governo”

Aliado de Ronaldo Caiado (DEM) na eleição para governador em 2018, o deputado estadual Major Araújo (PSL) deu ao jornal Opção desta semana uma declaração que confirma o seu quase (senão total) rompimento com o demista. Major afirma que “não devemos confiar no governo”.

O comentário foi feito em resposta à pergunta de um jornalista sobre o veto do governador à PEC que estabelecia o pagamento de emendas impositiva. A emenda impositiva é a única forma que a Assembleia Legislativa tem de trabalhar com certo grau de independência, sem ter que obedecer ao Executivo em determinadas votações para que sejam liberados recursos para projetos nas bases eleitorais dos deputados.

“No ano passado, antes mesmo dele [Ronaldo Caiado] tomar posse, discutimos a questão das emendas impositivas. O governador pediu um voto de confiança e os deputados atenderam, reduzindo os valores das emendas. E não houve reciprocidade”, diz o parlamentar. 

“Não acho que essa seja uma boa estratégia para se relacionar com o Legislativo. Espero que a Assembleia retome essa discussão e aprove esse pagamento de forma realmente impositiva, como ocorre no Congresso”, defende.