PP de Baldy vem com tudo na eleição municipal para se cacifar à sucessão de Caiado em 2022

Dezenove anos depois da sua aniquilação, causada pelas dificuldades políticas que o governo de Alcides Rodrigues enfrentou, o PP está mais uma vez a um passo de se tornar protagonista em uma eleição estadual. O primeiro passo foi dado em 2018, com a eleição de um senador, dois deputados federais e um deputado estadual. O próximo é eleger um grupo numeroso de prefeitos em 2020 para chegar com força à sucessão de Caiado, em 2022. A meta que o presidente do PP, ex-deputado Alexandre Baldy, traçou foi a de lançar candidatos a prefeito nos 10 maiores municípios goianos. Um deles é Roberto Naves, o atual prefeito de Anápolis, que estaria de saída do PTB. A eleição de 2020 será o teste definitivo para o estilo que Baldy adotou no comando do PP. É um modo de operar mais democrático do que o que se observa em todas as demais agremiações partidárias – seja no âmbito estadual, seja no federal. Em que pese o fato de ser o principal nome do PP, em função do fato da sua trajetória de sucesso, Baldy toma o cuidado de não eclipsar o senador Vanderlan Cardoso, os deputados federais Adriano do Baldy e Professor Alcides; e o deputado estadual Coronel Adailton. Todos desempenham funções estratégicas. Tudo indica que o PP está no caminho certo e, se estiver mesmo, chegará a 2022 com força suficiente para conquistar o governo.