Reunião entre Judiciário e bancada federal expõe o péssimo clima político entre Poderes do Estado e Caiado

A reunião entre a cúpula do Judiciário e a bancada federal para discutir uma saída para o Plano de Promoção do Equilíbrio Fiscal (PEF), em discussão no Congresso Nacional, revela o nível de tensão entre o governador Ronaldo Caiado (DEM) e os demais Poderes do Estado – além de juízes estaduais e desembargadores, deputados estaduais e membros do Ministério Público.

No encontro com os parlamentares, realizado ontem, o presidente do Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO), desembargador Walter Carlos Lemes, pediu abertamente o voto contrário da bancada goiana de deputados federais e senadores ao PEF.

O governador Ronaldo Caiado (DEM) defende as medidas e quer, na verdade, um plano ainda mais duro contra empresários e servidores. Os desembargadores alertaram os  parlamentares para o desequilíbrio entre os Poderes resultante da aprovação do PEF, lembrando que as medidas tiram também parte da autonomia do Legislativo e do Ministério Público.