Vem temporal por aí: Caiado se nega a pagar duodécimo pedido por Assembleia e TCM para 2020

Sob o argumento de que os valores “superam de forma significativa” a capacidade de desembolso financeiro do Tesouro Estadual, o governador Ronaldo Caiado (DEM) vetou os dois itens da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) que traziam a previsão orçamentária de cada um destes órgãos para 2020. A Assembleia pedia um duodécimo anual de R$ 155,7 milhões e o TCM, R$ 20 milhões. 

A Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa votou nesta quinta-feira a favor da derrubada deste e de todos os outros vetos de Caiado a emendas na LDO. A matéria segue agora para o plenário.