Diretor de OS do Hugo é sócio de empresa denunciada por pagar propina no DF

O diretor de Planejamento da Organização Social INTS, que venceu o chamamento público para administrar o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo), Allan Waines de Holanda Cavalcanti, é sócio de uma empresa (Intensicare UTI) que foi alvo de operação do Ministério Público do Distrito Federal por suspeita de pagamento de propina a deputados distritais – operação Drácon. 

A Intensicare opera a UTI do Hospital de Santa Maria, em Brasília, desde 2009, quando conseguiu a conta mesmo sem participar de nenhuma concorrência pública. De acordo com o portal Metrópoles, a empresa recebeu do governo do DF cerca de R$ 200 milhões até o ano de 2016. A operação Drácon resultou na condenação da Intensicare. 

Um dos braços da empresa de Allan, a Intensicare UTI – Hospital da Bahia Ltda. responde a 149 processos, 32 deles ligados ao próprio Allan. A maioria dos processos está concentrada também na Bahia, estado de origem da INTS. São 138 no estado além de outros seis no Distrito Federal, Tocantins e Goiás.

As informações são do Mais Goiás.