Depois da nomeação de Chitãozinho por Caiado, Bolsonaro designa Bruno e Marrone para embaixadores do turismo: talquei?

O que Bruno e Marrone têm a ver com turismo é o mesmo que a estátua de Cora Coralina em relação à poetisa de Vila Boa: ou seja, nada.

Pois o presidente Jair Bolsonaro acaba de nomear os dois cantores sertanejos goianos como embaixadores do turismo no Brasil.

A porteira dessas “embaixadas” esdrúxulas foi aberta com Caiado, que nomeou Chitãozinho como embaixador do Rio Araguaia, justo ele que responde processo na Justiça por degradação da mata nativa da região.

Com Bolsonaro, tudo parece ser permitido do lado de baixo do Equador.

Até nomear o próprio filho, um emérito fritador de hambúrguer, como embaixador do Brasil nos EUA.

Talquei?