Professores da UEG denunciam: nem papel higiênico tem mais na universidade. Assista

Professores, alunos e funcionários da Universidade Estadual de Goiás (UEG) intensificaram os protestos para impedir que o governador Ronaldo Caiado (DEM) continue a estrangular financeiramente a universidade, inclusive incluindo os 2% de custeio da UEG nos 25% de vinculação constitucional obrigatória da Educação, o que vai permitir ao governo reduzir o que gasta com ensino público. Assista.